sexta-feira, 6 de junho de 2008

O REPTO

Caro Amigo:
A Companhia de Caçadores 3441 (Angola 1971-1974) deu origem a 4 livros, já publicados, e escritos por participantes na mesma: o capitão Cabrita (2), o alferes Aranha e o cabo Joaquim Sousa.
Esta circunstância, talvez única, de uma pequena unidade militar portuguesa da Guerra do Ultramar dar origem a tanta literatura, onde pontuam as experiências, os anseios, as desilusões, as lágrimas e as alegrias, o sofrimento, as derrotas e vitórias de cada um, fez-me surgir uma ideia, que, de momento, não passa disso mesmo: lançar um desafio a todos os militares da 3441. Um desafio que, a ser aceite, dará origem, pela primeira vez (que eu saiba), a um acontecimento na história da literatura: um livro escrito por dezenas de protagonistas, descrevendo as mesmas situações e, por isso, vistas por personalidades diferentes. No final, resultaria um livro, escrito por muitas mãos, numa sinfonia de sentimentos comuns e contradições, desnudando almas que jamais se libertaram do passado e da juventude vivida longe da família e amigos, em condições que nunca tinham sonhado.
No final, se a tanto ajudasse "o engenho e a arte" publicar-se-ia outro livro, com um autor apenas: COMPANHIA DE CAÇADORES 3441.
Levar a cabo esta original iniciativa, apenas será possível com a colaboração de um número substancial de participantes. Cada um colocaria neste blog os seus posts depois de fornecido o mote para o capítulo que estivesse na calha, por exemplo: a viagem de Lisboa a N'Riquinha; a primeira sensação de África; o mato; as operações; o dia a dia na caserna; as histórias de amores adiados; etc, etc. Tudo visto e relatado por uma multiplicidade de homens, todos na casa dos "quase 60" e a trinta e muitos anos de distância.
Para que tal fosse possível, todos os interessados teriam acesso livre ao blog, fornecendo eu, o username e a password.
Este primeiro passo, terá continuidade se encontrar da vossa parte, a vontade de colaborar e com regras que em tempo e em conjunto, definiremos.
No fundo, reviveríamos com muito mais frequência os nossos encontros anuais.
Como primeiro acto, sugiro a todos os que acederem a este blog, que passem a informação aos camaradas de armas que estiverem ao seu alcance, devendo cada um, pedir, através dos comentários e indicando um endereço electrónico, os códigos para participar.
A ideia é simples, e, por mail ou através do blog, ajustaríamos cada vez melhor a forma de se levar a cabo esta ideia. Por isso, peço sugestões, sendo certo que não será fácil a empreitada.

4 comentários:

Anónimo disse...

Encontrei por acidente quando passava no meu como "novo no bloguer"
Fico à espera de posts porque acho esta ideia interessantíssima e original

MatosB disse...

Muito bom.

Parabéns pela iniciativa Egidio.

Anónimo disse...

Caro ex-combatentes, ainda bem que existe malta que não deixa esquecer, o que muitos politicos desejam que nem se fale no assunto.(parece que não houve nada)
Aproveito para informar que existe um site onde podemos enviar fotos de interesse comun. foi nesse site que está algo da minha ex-companhia caçadores 3387, por acaso também estivemos no Sul de Angola (Pereira de Eça) apos termos passado pela amargura nas matas dos Dembos.
Bem haja continuem.
marfersilva50@gmail.com

artur barata disse...

Amigos gostei do vosso Blogue também fui combatente nos Dembos, Nambuangongo (Quixico e Lué) como o vosso capitão, por isso sei bem dar o valor, também tenho um Blogue é http://companhiadecacadores4515.blogspot.com e o facebook http://www.facebook.com/profile.php?id=100000835976644#!/group.php?gid=350440292903 da minha companhia para manter viva a cruz porque passávamos, e para aqueles que dizem que lã não havia guerra verem só um pouco, porque o resto nem merece a pena falar.
Bem haja continuem
Artrbarata18@gmail.com
Ovar 01-11-2010